SÉRIE O TEÓLOGO RELEVANTE: A NATUREZA PRÁTICA DA TEOLOGIA



Na vivência humana precisamos da teoria para que haja a prática; e precisamos ter a prática para confirmar a teoria como verdade, de modo que uma depende da outra, e ambas se completam. O conhecimento de Deus só se concretiza no ser humano através da prática da verdade. Por isso, o objetivo da teologia é levar a humanidade a um conhecimento do criador, que se demonstra na prática do viver cristão, apresentando as verdades teóricas de maneira a buscar uma resposta prática a elas. Todo conhecimento teológico, portanto, deve ser apresentado de forma que destaque e exalte a prática da verdade revelada.
Sem o aspecto prático, não temos teologia, e sim uma filosofia cristã abstrata e vazia quanto à prática, o que não é suficiente para atender as necessidades de Deus e dos homens, sendo que elas só se satisfazem através de práticas. Na práxis teológica está o caminho que satisfaz tanto a Deus, como aos homens. A satisfação se dá através da verdade praticada. Por isso a verdadeira teologia se apresenta como verdades que se desdobram em caminhos práticos a serem seguidos, na comunidade e na sociedade em que vivemos.
Em seu livro o drama da doutrina o Rev. Kevin J. Vanhoozer escreve o seguinte sobre o caráter prático da teologia:
“A igreja não precisa de mais atores mecânicos; nem precisa de super-homens que mantenham em segredo a verdadeira identidade. Pelo contrario, os discípulos cristãos devem crescer em sua nova identidade e desempenhar seu papel em publico com paixão e verdade. Eles devem crescer e se tornar adulto em Cristo (Ef 4.15)”.
Vejamos alguns pontos a serem considerados no tocante a uma teologia prática relevante:
·      Precisamos ser discípulos de Cristo: Ser discípulo de Cristo não é somente ensinar e pregar a palavra de Deus. É viver como uma referencia fiel desta graça preciosa manifesta através da submissão a sã doutrina.

“A graça preciosa é a graça como templo de Deus, que deve ser protegida do mundo, que não pode ser lançado aos cães. Por isso, é graça como palavra viva, a Palavra de Deus, por ele próprio proferida, conforme lhe agrada. Chega até nós como o gracioso chamado de Jesus, como mensagem de perdão ao espírito angustiado e ao coração despedaçado. É preciso porque submete o ser humano ao jugo do discipulado de Jesus Cristo; é graça porque Jesus afirma “Meu jugo e suave e meu fardo e leve”.(Dietrich Bonhoeffer – livro Discipulado)

·      Precisamos ter a nossa inteligência humilhada: A soberba intelectual é outro forte adversário a uma prática teológica relevante, a tentativa de concluir humanamente a instrução divina é não ter o senso de proporção no tocante à grandeza espetacularmente eterna da mensagem do evangelho.

“A inteligência humilhada é a consciência ferida pela Palavra, é o coração ferido pela dádiva da revelação, é o intelecto estendido a ponto de encontrar Deus quando sobe aos céus e quando faz a como no mais profundo abismo.”  (Jonas Madureira – livro inteligência humilhada)

·      Precisamos abraçar a cosmovisão (visão de mundo) cristã: Cosmovisão é um conjunto de suposições e crenças que alguém usa para interpretar e formar opiniões acerca da sua humanidade, propósito de vida, deveres no mundo, responsabilidades para com a família, interpretação da verdade, questões sociais, etc. Todo ser humano possui uma cosmovisão, mesmo que ele não saiba. Para o cristão, ela vai colocar o entendimento do universo como criação de Deus, e em todas as esferas de conhecimento, possíveis de estarem presentes na humanidade, como procedentes do Deus único e verdadeiro, Senhor do universo, comunicadas a nós por Cristo 

Uma Cosmovisão Cristã é fundamental para ser um contraponto aos sistemas ideológicos vigentes na atualidade. O mundo diz que a moral é relativa, a Bíblia diz que ela é absoluta. O mundo secular exalta o homem, exalta governos, exaltam intelectos e pensamentos, a Bíblia exalta a Deus e sua Soberania.
Alguns consideram a teologia prática simplesmente como um nome mais técnico para a doutrina da vida cristã. A sua ênfase é sobre como todo o ensino das Escrituras deve afetar a forma como vivemos hoje neste mundo presente. A ênfase da teologia prática não é simplesmente contemplar ou compreender doutrinas teológicas, mas também aplicar essas doutrinas na vida cotidiana do cristão, de modo que passamos a "contribuir para que o mundo se torne o que Deus pretende que seja".